Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2013

Livro - Plano C - O combate da Cidadania

O IDP (Instituto Democracia Portuguesa) apresenta no sábado, dia 2 de março, pelas 17:00 horas, na Biblioteca Municipal de Faro, o livro intitulado “Plano C”.

... Para além de Macário Correia, presidente da Câmara de Faro, esta apresentação contará com a presença de alguns dos coautores, nomeadamente, do arquiteto Gonçalo Ribeiro Telles, Mendo Castro Henriques, presidente do IDP, João Palmeiro, presidente da Associação Portuguesa de Imprensa, de Paulino Brilhante Santos, fiscalista e de Antonieta Guerreiro, responsável pelo IDP-Algarve.

O Plano C é o combate da cidadania. Pelo combate dá corpo à vontade de sobrevivência dos portugueses numa Europa ainda sem rumo e numa Lusofonia ainda sem ritmo. É da e para a cidadania, porque ainda vamos a tempo de salvar Portugal das oligarquias que o ameaçam.

Roteiro Europeu - Eslovénia

Roteiro Europeu - Espanha

Instituto de desporto - Jogo de cidadania

Promover e criar hábitos de vida saudáveis O Instituto do Desporto de Portugal associa-se ao Hemiciclo - Jogo de Cidadania, promovido pelo Instituto Português da Juventude, apresentando algumas propostas de actividades e distribuindo informação importante sobre a actividade física e os benefícios associados à sua prática regular. Estas informações pretendem alertar os participantes do Hemiciclo para o papel da actividade física na qualidade de vida dos jovens e para o impacto nefasto do sedentarismo, ajudando-os a desenvolver as suas capacidades de argumentação e de participação no Jogo. Fonte: IPDJ

Roteiro Europeu - Eslováquia

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!
ESLOVÁQUIA

Roteiro Europeu - Chipre

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!

CHIPRE





Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=79f8koThcEM

Roteiro Europeu - Dinamarca

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!

DINAMARCA





Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=gNl3ebxVeeU

Roteiro Europeu - Bulgária

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!

BULGÁRIA


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=5fYiaUC3KvU&feature=player_embedded

Roteiro Europeu - Bélgica

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!

BÉLGICA



Fonte: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=_rfWsAQkb_o

Roteiro Europeu - Alemanha

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!

ALEMANHA




Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=HZ40tiGp4DM&feature=player_embedded

Roteiro Europeu - Austria

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!

AUSTRIA





Fonte: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=1ZBUHZxtDJM

Projeto " A minha rua"

"A MINHA RUA" permite a todos os cidadãos reportar as mais variadas situações relativas a espaços públicos, desde a iluminação, jardins, passando por veículos abandonados ou a recolha de eletrodomésticos danificados. Com fotografia ou apenas em texto, todos os relatos são encaminhados para a autarquia seleccionada, que lhe dará conhecimento sobre o processo e eventual resolução do problema. 

Fonte:http://www.portaldocidadao.pt/PORTAL/aminharua/situationReport.aspx

Roteiro Europeu - PORTUGAL

Caro cidadão venha comigo viajar pelo mundo, conheça-o, inspire-se, sonhe... pois também tem esse direito!




Sinalização de cidadãos que vivem isolados

A solidão pode ser cruel.
Muitas vezes na imensidão de massas humanas e de "pessoas que vivem de lá para cá e de cá para lá" existem cidadãos em situações muito vulneráveis.
Estejemos atentos.

Aqui vai um projeto que tenta compensar algumas necessidades humanas básicas através de uma "sinalização".

http://www.sulinformacao.pt/2013/02/camara-de-loule-lanca-projeto-de-sinalizacao-de-idosos-isolados-nas-freguesias-urbanas/

Fonte da informação: Jornal Sul Informação

Teleassistência a Vítimas de violência doméstica

Violência doméstica, terror dos terrores! Conhecer casos e não os denunciar é crime. Ajude quem precise!

http://www.rtp.pt/icmblogs/rtp/violenciadomestica/?Servico-de-Teleassistencia-a-Vitimas-de-Violencia-Domestica.rtp&post=43473

Este serviço assegura às vítimas de violência doméstica uma resposta rápida e em situações de risco ou de perigo e ainda apoio emocional, 24 horas por dia, 365 dias por ano, através de um equipamento móvel que se encontra ligado, directamente, ao Centro de Atendimento Telefónico da Cruz Vermelha Portuguesa.

Fonte: http://www.rtp.pt/icmblogs/rtp/violenciadomestica/

O direito a uma cidade educadora

- 1-
Todos os habitantes de uma cidade terão o direito de desfrutar, em condições de
liberdade e igualdade, os meios e oportunidades de formação, entretenimento e
desenvolvimento pessoal que ela lhes oferece. O direito a uma cidade educadora é
proposto como uma extensão do direito fundamental de todos os indivíduos à
educação. A cidade educadora renova permanentemente o seu compromisso em
formar nos aspectos, os mais diversos, os seus habitantes ao longo da vida. E para
que isto seja possível, deverá ter em conta todos os grupos, com suas necessidades
particulares.
Para o planeamento e governo da cidade, tomar-se-ão as medidas necessárias tendo
por objectivo o suprimir os obstáculos de todos os tipos incluindo as barreiras físicas
que impedem o exercício do direito à igualdade. Serão responsáveis tanto a
administração municipal, como outras administrações que têm uma influência na
cidade, e os seus habitantes deverão igualmente comprometerem-se neste
empreendimento, não só ao nível p…

Contribuição de um leitor...

"Aqui vai a minha contribuição. Não sei se será um pouco longaJ Escolhi pois reparei que o blogue aborda também o conceito “Cidadãs pequeninas”. Ora como é de pequenino que….
Em  palestras  que costumo fazer em escolas, onde me pedem para falar sobre conceitos como voluntariado, cidadania e solidariedade costumo contar esta história":
«Um antropólogo que estudava os usos e costumes de uma tribo africana propôs uma brincadeira inofensiva às crianças. Encheu um pote com doces e guloseimas e colocou-o debaixo de uma árvore. Depois, chamou as crianças e combinou que quando desse o sinal, elas corriam para o pote e a que chegasse primeiro ficava com todos os doces que estavam lá dentro. As crianças posicionaram-se na linha de partida que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando deu o sinal, todas as crianças deram as mãos e começaram a correr em direcção à árvore onde estava o pote. Quando lá chegaram, distribuiram os doces entre si e começaram a comê-los. O antr…

Parlamento Europeu

Conquistando o impossível...

Mesmo por vezes com algumas limitações,  qualquer cidadão deve manter-se motivado. Os maiores preconceitos por vezes estão dentro de nós, liberte-se e conquiste o que pensa ser impossível!

Cidadómetro

Será que você é mesmo o cidadão que pensa que é? Todos nos consideramos verdadeiros cidadãos, conscientes dos nossos deveres para com a sociedade. Mas muitos surpreendem-se a defender alguma coisa e a agir de maneira totalmente oposta. Através destas questões, vai poder avaliar se a sua conduta como cidadão está de acordo com o que pensa ser a plena cidadania. E como esta conduta se posiciona em relação à dos outros cidadãos. Temos acompanhado, nos últimos anos, inúmeras iniciativas de programas de cidadania corporativa. No âmbito das entidades civis e instituições públicas, no mundo das empresas é sempre uma opção voluntária, que pode ou não agregar valor às suas marcas. Participe e analise o grau da sua cidadania.

Para melhor responder às questões, compartilhe os correctos conceitos que envolvem a plena cidadania: Liberdade – não apenas as liberdades civis de deslocação, expressão, crença, e orientação sexual, mas também as liberdades económicas de empreender e politicas de participar P…

WHO: Healthy ageing -- adding life to years

Idade cronológica já era... vamos lá melhorar a nossa mentalidade!

Num ambiente descontraído e agradável, nesta conferência, a Sr.ª Dr.ª Maria João Quintela (médica geriatra e consultora da Direção Geral da Saúde, para o Envelhecimento Ativo)  mexeu com as mentalidades do público que esteve atento ao quebrar de Mitos sobre o Envelhecer.
Qualquer cidadão que se digne ser Cidadão deve partir "pedra" sobre este assunto que ainda é visto como um assunto dos mais velhos. Todos nós envelhecemos desde que nascemos e portanto temos que mudar a nossa linguagem, os nossos comportamentos, as nossas atitudes! É emergente sermos práticos e assertivos!
Aqui vai um link a visitar http://60mais.ipleiria.pt/files/2011/12/ProjIdosos_GuiaCidades20093.pdf

Um bocadinho de História

As palavrascidadania, cidadãos e cidadespossuem uma mesma origem semântica. A palavra “cidadãos” tanto representa os habitantes de uma cidade, quanto os indivíduos que possuem direitos civis, políticos e sociais.
Para a pessoa ser cidadã e ter direito à cidadania e a viver plenamente sua vida, são necessários os direitos civis. Todos os cidadãos têm o direito à liberdade, à propriedade e à igualdade perante a lei – o conjunto desses direitos forma asociedade civil. Os direitos políticosde um cidadão que tem pleno gozo de sua cidadania referem-se à participação no governo da sociedade através de manifestações políticas, discussões dos problemas do governo, organização de partidos, de votar e de ser votado. Para efetivar o pleno exercício do cidadão e do direito à cidadania, temos também osdireitos sociais, que incluem o direito ao trabalho, ao salário, à saúde, à educação e à moradia. Todos os direitos dos cidadãos que formam a cidadania são baseados najustiça social. Aliás, além dos dir…

Alguma legislação

Programa Parlamento dos Jovens:

Resolução da Assembleia da República n.º 42/2006

Recenseamento Militar:

Decreto-Lei n.º 52/2009 - Procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 289/2000, de 14 de Novembro, definindo as acções necessárias ao recenseamento militar e os mecanismos de articulação entre os organismos do Estado que intervêm no novo modelo de recenseamento Decreto-Lei n.º 289/2000 - Lei do Serviço Militar

Recenseamento Eleitoral:

Lei n.º 13/99 - Estabelece o novo regime jurídico de recenseamento eleitoralLei n.º 47/2008 - Consagra medidas de simplificação e modernização que asseguram a actualização permanente do recenseamento
Leis Orgânicas n.º 4/2005 e 5/2005
Lei n.º 3/2002

Lei Orgânica n.º 3/2010 de 15 de Dezembro - alarga o regime de voto antecipado a estudantes deslocados

Habilitação Legal para Conduzir:

Decreto-Lei n.º 313/2009
Lei n.º 87/2009

Justiça:

Lei nº 133/99 - altera o Decreto-Lei nº 314/78Lei nº 147/99 - aprova a Lei de Protecção de Crianças e Jovens em Perigo…

“I’m a City Changer”: Cada cidadão pode melhorar sua cidade!

“I’m a City Changer” é um movimento global promovido pela ONU-Habitat para compartilhar e disseminar iniciativas individuais, públicas e corporativas que buscam melhorar as cidades. Este movimento foi lançado com o objetivo de sensibilizar e coordenar esforços para que os cidadãos ajudem com pequenas ações a tornar suas cidades mais agradáveis para se viver.
Se considerarmos os efeitos da mudança climática, a modificação de padrões de consumo em detrimento do meio ambiente e as desigualdades socioeconômicas como aspectos cotidianos das cidades, muitas pessoas verão sua qualidade de vida prejudicada. Para evitar todos esses efeitos negativos, a campanha mundial “I’m a City Changer” busca gerar consciência nos cidadãos, para que estes conheçam seis fatoresque ajudariam a criar cidades sustentáveis. Por outro lado, o movimento apresenta 10 razões para que a cada dia mais pessoas participem. Esta campanha tem como objetivo criar cidades sustentáveis que se desenvolvam mediante seis fatores b…